CAPULANAS DISCUTE TEMAS RELACIONADOS À SAÚDE DA MULHER NEGRA EM SEU NOVO ESPETÁCULO


SETEMBRO/ 2013


A Capulanas Cia. de Arte Negra, que em novembro de 2010 teve parte da sua trajetória narrada nas páginas da revista O Menelick 2º Ato no texto A arte híbrida das Capulanas Cia. de Arte Negra, em texto produzido pela jornalista e poeta Elizandra Souza, volta a movimentar a cena paulistana de teatro negro com novas ideias e reflexões.


Depois de um longo período dedicado a produção do primeiro livro do grupo (Em)Goma. Dos Pés a Cabeça, os quintais que sou (2011) e apresentações do espetáculo Solano Trindade e suas Negras Poesias, que rodou as periferias de São Paulo entre os anos de 2010 e 2011, a Capulanas estreiou neste sábado (21) seu novo trabalho, a peça Sangoma, que fica em cartaz até o dia 9 de novembro na capital paulistana.


Com direção geral de Kleber Lourenço, direção musical de Naruna Costa e texto assinado conjuntamente por Cidinha da Silva e Capulanas Cia. de Arte Negra, o espetáculo discute temas relacionados à saúde das mulheres negras. Por isso o nome Sangoma, denominação dada aos povos da tradição Ngui (Zulu, Xhosa, Ndebele e Swazi), da África do Sul, praticantes da medicina das ervas, adivinhação e aconselhamento.


No palco, seis mulheres Sangomas habitam uma casa sagrada com laços ancestrais. Mulheres que romperam o silêncio, compartilharam suas histórias de vida e seus caminhos para chegar à cura.





SANGOMA

APRESENTAÇÕES SÁBADOS, DE 21/09 A 09/11
HORÁRIO 20H
ENTRADA GRATUITA (RETIRAR INGRESSO COM 1H DE ANTECEDÊNCIA
LOCAL GOMA CAPULANAS
ENDEREÇO RUA JOSÉ BARROS MAGALDI, 1121 – JD. SÃO LUÍS
LOTAÇÃO 30 LUGARES
+ INFO capulanasciadeartenegra@gmail.com / (11) 2619 7694

http://omenelick2ato.com/files/gimgs/301_cartazestudofinalweb.jpg