A DONA DA FEIRA



Por Nabor Jr.
Foto MANDELACREW
NOVEMBRO/2010



“Em 2002 fiquei desempregada, sem dinheiro nem pra me locomover. Então decidi participar de feiras de ruas (na Pompéia e na Vila Madalena) vendendo roupas próprias, ou seja, peças do armário que não usava mais. Foi então que montei o Brechó da Troca. Uma vez que minhas roupas tinham um tamanho pequeno, com as trocas, passei a ter peças de vários tamanhos e assim comecei a expandir minha participação em outros eventos da área. Em umas dessas feiras de rua, em 2001, na Vila Madalena, tive a decepção de ser roubada em um arrastão. Desde então parei de participar das feiras de rua e decidi com uma outra amiga que também estava desempregada, a montar uma feira étnica, pois somos negras e percebiamos a falta de expositores negros e produtos segmentados nesses eventos. Em 2002 surgiu a Feira Preta, na Praça Benedito Calixto, com uma idéia na cabeça e um sonho no coração”.



Nome
Adriana Barbosa


Profissão
Gestora de Eventos


Idade
33 anos


O que faz ?
É a idealizadora da Feira Cultural Preta, evento que em oito edições já reuniu mais de 70 mil pessoas. Neste ano a feira será realizada no Centro de Exposições Imigrantes, nos dias 18 e 19 de dezembro.


O que é ?
A Feira Preta é um modelo hibrido de cultura e economia que reúne inúmeros protagonistas da cultura afro-brasileira de diversas regiões do Brasil. A partir do formato dinâmico a Plataforma Feira Preta atua em duas vertentes: difusão da cultura negra e estimulo a negócios de empreendedores negros.


Qual o conceito do evento?
A Feira Preta é um modelo hibrido de cultura e economia que reúne inúmeros representantes da cultura afro-brasileira e empreendedores de diversas regiões do Brasil. A partir do formato dinâmico a Plataforma Feira Preta atua em duas vertentes: disseminação da cultura negra e estimulo a negócios de empreendedores negros.


Porque o Espaço Imigrantes?
Porque o Anhembi ficou pequeno para a estrutura e para o contingente de público que hoje frequenta a Feira Preta.


Porque a Chegada do Negro no Brasil?
A Feira Preta, além de ser um grande momento de celebração da cultura negra é um espaço de educação não formal. Lá, o público, os expositores e os artistas tem a chance de conhecer um pouco mais de suas histórias através dos temas que são abordados ano a ano.


O que esperar da Feira Preta deste ano?
Esse ano a Feira completa nove anos de existência, ocorrerá em dois dias 18 e 19 de Dezembro e está de novo endereço. Ela ocorrerá uma semana antes do natal, criando um ambiente propicio para as comprinhas de última hora. Os expositores trarão produtos e serviços exclusivos a essa edição. Peças com descontos e preços mais em conta serão colocados a disposição do público.


Já na área cultural o público terá a chance de interagir com a programação que estará repleta de atividades artisticas em artes plásticas, fotografia, filmes, literatura, moda, entre outras. Esse ano traremos uma atração musical internacional diretamente de New Orleans (EUA), Nu Beginnings. São todos nesses ingredientes que residem os diferenciais dessa edição que está sendo preparada com muito amor e comprometimento da equipe envolvida.


Uma música
Bom Feeling, da Sara Tavares


Um filme
Shaft, de John Singleton


Um livro
Vale Tudo: Tim Maia, de Nelson Motta


Um site
www.buala.org


Uma frase
"O Sonho Obriga o Homem a Pensar", do geógrafo Milton Santos





+ FEIRA PRETA

feirapreta.com.br


http://omenelick2ato.com/files/gimgs/172_adrianabarbosa.jpg